10 coisas para considerar antes de começar uma parceria em eventos

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Antes de você iniciar qualquer parceria, você precisa considerar essas dicas e estar atento aos alertas para ter certeza que a proposta é certa para você.

Nesse novo artigo trazido do Event Manager Blog, vamos dar dicas sobre parcerias em produções de eventos.
Como você sabe que o proposto é o melhor para ambos os lados? Como sabe que você não está sendo passado para trás? O que propor quando buscar uma parceira?
Olha só:

Uma parceria no setor de eventos pode ser bem lucrativa para ambos os lados e criar uma maneira única de colaboração e trazer o melhor, tanto das marcas quando de negócios, para a experiência do evento. Entretanto, parcerias não pode ser levadas “nas coxas”, pois você está compartilhando sua marca, seu nome, sua reputação e seu evento com terceiros, então assegure-se de fazer as melhores escolhas.
Aqui vão algumas coisas para considerar antes de realizar uma parceria:

Parcerias precisa ser algo para se completar

1. Parceria vs Patrocínio
Existe um desentendimento comum entre parcerias e patrocínios, entendendo ambos como a mesma coisa. Enquanto eles são parecidos, existe uma diferença: a criatividade que o parceiro traz para a organização.
Um patrocinador irá entregar incentivos financeiros para alocar sua marca ou produtos em seu evento para aumentar seu alcance. Por outro lado, um parceiro irá se envolver mais no planejamento, buscando ter uma voz mais ativa no evento em si, assumindo metade do evento para si (geralmente), e também participando em metade dos lucros também!

2. Conheça-os
Decidir realizar uma parceria é animador e pode fazer você ir de cabeça nela, porém é parecido com um casamento: é importante se conhecer bem antes do compromisso. Se ambos terão muito controle criativo, você precisa identificar qualquer hábito irritante que podem matar a produtividade, ou colocá-lo de fora. Uma parceria precisa de compromisso, mesmo que demonstre ser complicado tomar decisões juntos. Não é tudo sobre acordos comerciais que você precisa considerar quando for escolher um parceiro. Vocês passarão muitas horas juntos, portanto é importante que vocês consigam ter uma ligação. Não importa os benefícios que o seu parceiro pode trazer se você não consegue permanecer junto com ele. Não é benéfico para sua parceria, nem para sua saúde.

3. Alinhe suas mensagens e seus valores
Antes de entrar em uma parceria, você precisa saber seus objetivos e valores. Frases mal formuladas e avisos preguiçosos podem confundir seus participantes e transformar a mensagem em algo muito difícil de entender, portanto é importante que vocês discutam e alinhem tudo. Alinhar valores também é importante, especialmente se os parceiros estarão cuidando de todo atendimento.

4. Tudo bem se quiser sair
Igual a um relacionamento, se não está tudo bem, não force. Não se sinta pressionado a permanecer na parceria porque isso é benéfico para ambos.

5. Esteja preparado para contratos lentos
Uma parceria, especialmente com eventos e negócios precisam ser planejados cuidadosamente e precisam sempre ter tudo escrito. Não importa quão bem vocês se conhecem e confiam em cada um, é essencial a prática de usar contratos formalizados, protegendo todas as partes em qualquer parceria. Contratos podem ajudar a acertar não apenas os papéis e contribuições de cada um, mas também ajudam a acertar os mínimos detalhes de toda a parceria. Você deve, inclusive, considerar adicionar cláusulas de saída.
Se eu parceiro em potencial não quer sentar e determinar essas coisas, ele não é o certo para você. Eventos profissionais precisam lidar com uma alta carga de trabalho, então se seu parceiro não pode lidar com isso agora, ele não poderia lidar com isso depois.

6. Onde estão os status dele
Parcerias precisam ser benéfico para ambos os lados. Tenha certeza de ter estudado a demografia, o alcance, as figuras de venda, os status de midias sociais e qualquer outra informação que você ache necessária. Não aceite apenas a palavra dele sobre como ele trabalha e funciona, simplesmente por ter te dado um bom pitch de sua ideia.
É importante notar que status não são tudo, além de que eles podem trazer outras variáveis para a mesa. Suas razões para essa parceria podem ser bem diferentes e talvez ele traga mais capital e recursos
Apenas fique atento e tenha certeza de que ele está oferecendo o que ele pode fazer, e não vendendo ideias vazias.

7. Evite parcerias com contatos sociais
Isso pode te por numa posição complicada, especialmente se vocês se conhecem há bastante tempo. Entretanto, enquanto for um mar de rosas, combinar trabalho com interação pessoal por uma tensão no seu relacionamento. Infelizmente, simplesmente porque vocês são amigos não faz com que seja uma boa pessoa para você trabalhar. E mais: se a parceria for por ruim, levará a amizade junto.

8. Faça-os questionar
A melhor maneira de dizer se eles estão interessados nas oportunidades tanto quanto você é através da quantidade de perguntas que eles fazem e as informações que eles procuram. Se você achar que eles estão procurando seu negócio e perguntando sobre eventos anteriores, está no caminho certo!
Se eles não parecem interessados ou até mesmo aceitam qualquer coisa e não fazem questões, isso é um mal sinal.

9. Não é tudo sobre dinheiro
Jessie J estava certa. Por mais que finanças são uma parte importante em qualquer evento ou negócio, não escolha um parceiro apenas porque você não pode contratá-lo. Isso não apenas pode levar a um ressentimento e te fazer entregar mais por um serviço que você poderia simplesmente comprar/alugar. Existem outras oportunidades para trabalhar junto sem criar uma parceria. Se seus preços forem altos demais, tente negociar ou oferecer um patrocínio para eles.

Se você fizer tudo pelo dinheiro, as vezes pode acabar queimando-o

10. Acredite em si mesmo
Por último, isso pode soar meio clichê mas, se der certo, dá certo. Acredito no seu potencial e na sua intuição. Se acredita que a parceria parece certa então coloque isso como meta e faça acontecer.

Parcerias podem ser muito poderosas, porém sendo tanto para curto ou longo prazo, elas são um grande negócio e precisam ser tratadas como tal.
Usando esses sinais e considerações como guia você deve ser capaz de determinar se deve ou não entrar em uma parceria ou o momento para sair de uma.

Você já teve alguma parceria de sucesso ou até mesmo de fracasso?
Fale pra gente!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *